Blog PMTC

  • Projeto Madre Teresa

Santo Sudário será exposto no Sábado Santo

Vatican News

O Santo Sudário permanecerá na teca que o protege, mas "graças à televisão e às mídias sociais, a imagem do pano sagrado estará disponível a todos para contemplação, em todo o mundo", explicou o arcebispo de Turim.

O Santo Sudário poderá ser contemplado pelos fiéis, pela TV e pelas redes sociais, na tarde de Sábado Santo. O anúncio é do arcebispo de Turim, Dom Cesare Nosiglia, que em um vídeo explicou que a decisão foi tomada para apoiar os fiéis nestes tempos de pandemia de "coronavírus" e pedir a Cristo "a graça para vencer o mal, como Ele fez na Cruz".


Assim, no Sábado Santo, 11 de abril, a partir das 17h (hora local), o arcebispo presidirá uma longa liturgia diante do Sudário na capela onde está preservado. E “graças à televisão e às mídias sociais - observou o prelado - a imagem do pano sagrado estará disponível a todos para contemplação, em todo o mundo".


O amor é mais forte

O amor é mais forte: este é o anúncio da Páscoa que o Sudário nos leva a reviver e que enche nossos corações de gratidão e fé - concluiu Dom Nosiglia. O amor com que Jesus nos deu sua vida e que celebramos durante a Semana Santa é mais forte do que qualquer sofrimento, qualquer doença, qualquer contágio, qualquer provação ou desânimo. Nada e ninguém pode nos separar desse amor, porque ele é fiel para sempre e nos une a ele com um vínculo inquebrável".


A ostensão no Sábado Santo, portanto, não será como as do passado. O Sudário, de fato, permanecerá na teca em que normalmente é mantido, mas será possível contemplá-lo pelas  imagens da televisão.


A novidade absoluta do evento de 11 de abril é, no entanto, representada pela transmissão ao vivo nas mídias sociais que, no final da oração, também contemplará um momento de diálogo e reflexão com a intervenção de especialistas e testemunhos atuais. Uma exposição extraordinária do Sudário está prevista para a 43ª edição do encontro internacional de jovens organizado pela Comunidade Ecumênica de Taizé, em Turim,  de 28 de dezembro de 2020 a 1 de janeiro de 2021.


5 visualizações