Blog PMTC

  • Projeto Madre Teresa

Incontestavelmente, Deus me roubou para si



Me chamo Jozuel, minha esposa Jéssica e temos uma filha linda, Ana Lígia. Somos Projeto Madre Teresa a pouco de mais 2 anos. Gostaria de partilhar um pouco do meu testemunho e do agir de Deus de forma clara e silenciosa em minha vida.


Cresci em berço Católico, e como sou grato a Deus por isso, pois de certo modo disso Ele se utilizou, porém não carregava em mim uma fé sólida, vivia por cumprir preceito achando que só em estar nas missas dominicais já era merecedor da vida Eterna, o que eu não sabia é que toda essa vida enfadonha cumprindo preceito durante a minha infância até a vida adulta, me achando digno do céu por ir à missas, que por sinal mal vivenciadas, estava por chegar ao fim, e não, não porque eu abandonaria a minha fé e sim por que tudo ganharia um novo sentido por pura misericórdia de Deus. Ele tinha preparado em Seu silêncio glorioso uma grande metanoia para a minha vida onde tudo nela seria renovado, como a Santa missa, a oração, a Santa Igreja, as leituras, a mortificação e a luta contra pecado. Cristo verdadeiramente se fez novo de uma forma em que palavras não conseguiriam descrever essa obra realizada.


A convite de um amigo conheci o Projeto Madre Teresa, não entrarei em detalhes, mas foi em uma Adoração (que acontecia dentro de uma garagem) na antiga sede do Projeto que tive uma profunda experiência silenciosa com Deus. Para mim tinha sido uma Adoração como qualquer outra, onde ao terminar eu iria embora e nada iria ter acontecido. Naquele dia, naquela pequena garagem, que outrora para mim não tinha acontecido nada, tudo mudou. Garanto a vocês que Deus age tão bem de forma silenciosa quanto miraculosa. O desejo de buscar, de ser formado, de responder as milhares de perguntas que trazia em meu coração, tomou conta de mim e isso viria cotidianamente a me transformar. Trago a clareza de que naquela Adoração a Jesus Eucarístico, incontestavelmente Deus havia me roubado para si, a ponto que eu decidi conformar toda a minha vida e da minha família aos Seus planos.


Certo dia sentei com minha esposa, e combinamos em adequar toda a nossa rotina ao calendário de atividades do Projeto como forma de gratidão por todas as maravilhas que Deus tinha nos feito. Outro dia partilhando com ela, que junto ao sentimento de liberdade dos filhos de Deus, existia também em nós uma força que nos roubava a ponto de achar que não tínhamos mais controle das nossas vidas e sim tudo emanava de Deus em Cristo Jesus. Acho que era isso que São Paulo queria dizer quando falou: "Não sou eu que vivo, é Cristo que vive em mim", a respeito disso São Tomás de Aquino nos ensina que: “Nós nos transformamos naquilo que amamos”, se nós não mudarmos de vida e não acatarmos os pedidos de Deus, damos um testemunho infecundo e falso, pois Cristo não permanecerá em nós.

0 visualização