Blog PMTC

  • Projeto Madre Teresa

Deus esperou-me pacientemente


De forma breve, encaro minha experiência com Deus em duas palavras: Encontro e apresentação


Encontro com um Deus que quis me encontrar, que se deu o trabalho, que se importou em me fazer descobrir muito amada. Conjugo o verbo no passado por questão semântica, pois ainda vivo esse encontro no hoje e sei que o viverei sempre. Apresentação, por que o Deus que quis me encontrar, quis mais ainda se apresentar a mim.


Vivenciei o retiro Adorar-Te no ano de 2016, fui, mas como costumo dizer, aquela que foi, não voltou. Encontrar o olhar receptivo e acolhedor do Senhor me roubou de mim. 4 anos depois, muitos são o que podem tocar no agir vivificador de Deus na minha vida e na minha história, esses 4 anos aprendi que ser feliz é sempre um movimentar-se para fora.


Ao Projeto, meu amor e minha gratidão. Foi e continua a ser corrente na qual o Senhor se utiliza para me encontrar, através dessa obra também, o Senhor me devolveu Maria, a minha educadora, a minha Senhora. Como não bastasse tamanho amor, deu-me também a Teresa do meu amor, a de Calcutá.


Assim como no poço em Samaria, o Senhor, conhecedor da minha sede, esperou-me pacientemente. Assim como o caminho para Ele, não há mais volta, bendita estrada de mão única. Por Ele quero gastar todos os meus dias, amando-O nos mais pequeninos, servindo-O nas entranhas do Projeto, onde é o meu lugar dentro da Igreja. Assim como Suely canta na canção: "Sim, eu sei que sou pecadora, mas não consigo viver longe de Ti." Me configuro a cada dia no desejo ardente de em Ti viver.


Viver esses 10 anos, é viver um atual e profundo misericordiar de Deus em mim.

0 visualização