Blog PMTC

  • Projeto Madre Teresa

11 anos do Projeto Madre Teresa de Calcutá | O SEU NOME É FIDELIDADE!



Em julho de 2010, numa terça-feira, à noite, nasceu o Projeto Madre Teresa. Um dia absolutamente comum. A intenção prevalecente: E V A N G E L I Z A R. Mas, de verdade, o que é isso no século XXI? A resposta pode ser complexa, teológica, cheia de nuances, como uma engrenagem mecânica, mas também simples como a brisa: anunciar o Filho de Deus, que se fez carne no seio virginal de Maria. Este Filho é Deus. O nome dEle é Emanuel, que quer dizer Deus-conosco!

.

Impressionante: Deus vive conosco, Ele caminha nas nossas estradas... Sem o olhar da fé, isso é loucura pura! Contudo, na perspectiva de quem crê, isso é autêntica salvação! Exatamente isso que queríamos anunciar.

.

Há um episódio interessante no filme “As Aventuras de Pi”, de Ang Lee. Pi, o personagem principal, quer encontrar a verdade. Numa procura incessante, ele entra numa igreja católica. Para sua surpresa, vê na parede um homem crucificado, ensanguentado, ferido... Então, pergunta ao padre: “que Deus é este de vocês?” O sacerdote responde: “o nosso Deus é o Deus da Cruz. Ele caminhou em nossas ruas, fez-se em tudo igual a nós, exceto no pecado, e por amor, somente por amor, ofereceu-se inteiramente pela nossa salvação”. Aquele rapaz fica comovido, perde o dia inteiro contemplando aquela “loucura”: Deus se fez homem e, não bastando, entregou-se livremente. Tudo isso por causa do amor...

.

Mas é assim mesmo: só o amor comove, transforma e soergue o homem. Este amor, meus amigos – por mais que muitos tentem dizer o contrário –, jamais será em vão! Aliás, amor algum dado é em vão! Desconheço alguém que tenha arrependido-se de dar amor. É por essa razão que nós vivemos: para multiplicar o amor. Como disse na obra que publiquei em 2016, o amor é o único tesouro que quanto mais se dá, mais rico se faz aquele que o ofereceu.

.

Amor... termo tão mal interpretado nos dias correntes. Como em quase tudo no Brasil, há extremos que tentam conceituá-lo. Todavia, só existe verdadeiramente uma definição para o amor: o amor é sair de si. Nesse sentido, Vinicius de Moraes diz: “quem de dentro de si não sai, vai morrer sem amar ninguém”. Ainda na mesma direção, Ratzinger verbaliza: “o amor supera a justiça. A justiça é dar ao outro o que é dele; o amor é dar ao outro o que é meu”.

.

Poderia dizer números que os espantariam: milhares de famílias foram beneficiadas pelo trabalho do Projeto; atualmente, distribuímos 500 sopas por mês a moradores de rua; mantemos duas missões (Patos e João Pessoa); na pandemia, já distribuímos três toneladas de alimentos; somos realizadores da maior Vigília Eucarística da Paraíba, reunindo mais de cinco mil pessoas; temos vários grupos de oração, compostos por crianças, jovens, adultos, idosos e famílias, que correspondem a mais de 100 membros; já recebemos prêmios e condecorações... tudo isso são números, informações pouco eloquentes! O amor, definitivamente, não se manifesta assim! O amor se exprime no conta-gotas, no miúdo, naquilo que tem sido implodido pela sociedade atual, que adora a espetacularização, o megalomaníaco...

.

Assim, poderia contar para vocês inúmeras anedotas que o amor sobressaltou-se em histórias individuais e concretas que eu pude ver a olho nu. Vi jovens deixando as drogas, vi famílias felizes porque receberiam uma cesta básica que lhes possibilitaria alimentar seus filhos, vi esposos vencendo crises em seu matrimônio, vi homens deixando o alcoolismo, vi casais de namorados preparando-se para dar um sim definitivo, vi rapazes deixando tudo para uma entrega radical ao Senhor... vi muito, afinal, 11 anos não são 11 dias. Louvo a Deus por tudo isso e me sinto banhado por sua generosidade e misericórdia, quase que humilhantes!

.

Amparado nisto tudo, uma verdade se destaca. Ela está na Segunda Carta à Timóteo. Paulo diz uma coisa que qualquer membro do Projeto poderia dizer a respeito deste tempo: “se fomos infiéis, Ele permaneceu fiel, pois não pode negar a si mesmo” (II Tm 2, 13). O seu nome é fidelidade!

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube
LOGO OFICIALbranco.png

Rua Santa Luzia, 61
Belo Horizonte - Patos/PB

Copyright © 2021 Projeto Madre Teresa de Calcutá | By: Ministério de Comunicação